5 problemas da aprendizagem autodirigida que não podem ser ignorados

Tempo de leitura: 5 minutos

A aprendizagem autodirigida tem muitos aspectos positivos, mas também é importante conhecer suas desvantagens. Descubra 5 problemas da aprendizagem autodirigida e como corrigi-los.

Créditos: Freepik

Muitos dos maiores cientistas, inventores e artistas da história foram autodidatas. Leonardo da Vinci aprendeu engenharia sozinho. Os irmãos Wright nunca se formaram no ensino médio. Henry Ford nunca frequentou a faculdade.

Há muitas evidências sobre os benefícios da aprendizagem autodirigida também no local de trabalho. Ela faz com que a equipe se sinta autônoma e corresponde ao desejo de auto-realização de cada adulto.

Não é de admirar que muitas empresas vejam o aprendizado autodirigido como o melhor caminho a seguir. Esse tipo de aprendizagem tem muitos aspectos positivos, mas também precisamos reconhecer suas desvantagens.

O que é aprendizagem autodirigida?

Ela pode ser definida como uma estratégia de treinamento em que os alunos assumem o controle de seu próprio processo de aprendizagem (diagnosticam necessidades, identificam metas, selecionam estratégias e avaliam seu próprio desempenho e resultados). Trata-se de entregar o poder de decidir o que é necessário aprender ao aprendiz.

Em vez da organização enviar seus colaboradores para cursos que muitas vezes são irrelevantes para suas atividades cotidianas, ela pressupõe que eles têm a capacidade de decidir o que devem aprender e quanto tempo devem dedicar a isso. Trata-se de tratar sua equipe como adultos responsáveis ​​que podem gerenciar seu próprio tempo.

A maioria das organizações oferece aprendizado autodirigido de duas maneiras:

  • Com a implantação de um Learning Management System (LMS) onde a equipe lê documentos de treinamento, assiste a vídeos ou responde questionários.
  • Incentivando a equipe a buscar soluções para seus problemas por meio de pesquisas na internet.

5 problemas com a aprendizagem autodirigida

1. Não saber o que aprender

Se você é novo em um assunto, pode ser muito desafiador decidir o que começar a aprender. Quais documentos você deve ler? Qual curso você deve fazer? O que será relevante para o trabalho e o que é simplesmente supérfluo?

Muitos cursos de treinamento autodirigidos colocam sobre o indivíduo a responsabilidade de descobrir o que precisa aprender, mas isso significa que eles podem gastar muito tempo aprendendo informações irrelevantes enquanto perdem os conceitos mais importantes.

2. Falta de tempo

Pesquisas mostram que a falta de tempo é de longe o maior obstáculo para a aprendizagem autodirigida. Se você tem prazos, reuniões e projetos para concluir, quantas pessoas vão reservar um tempo todos os dias para aprender coisas novas?

3. Falta de automotivação e desinteresse

Como qualquer profissional de Treinamento e Desenvolvimento saberá, existem diferentes tipos de personalidades em sua organização. Algumas pessoas são altamente engajadas e estão continuamente buscando maneiras de melhorar seu conjunto de habilidades.

No entanto, outros são menos motivados ou ambiciosos; eles são bons no que fazem, mas não têm o impulso de aprender continuamente novas técnicas. De muitas maneiras, a aprendizagem autodirigida é um pouco idealista! O fato é que muitos colaboradores preferem ficar na zona de conforto à fazer um treinamento extra não obrigatório.

4. Muitas opções

Um LMS repleto de recursos interessantes e úteis é altamente benéfico para a organização. No entanto, às vezes há muitas opções. Se um colaborador fizer login em seu LMS e se deparar com centenas de cursos, vídeos e documentos de treinamento, isso pode ser simplesmente esmagador, mentalmente frustrante e também pode deixar as pessoas desmotivadas. É como se estivessem sendo mostrados todas as coisas que eles não sabem.

5. Há uma saída mais fácil

Uma desvantagem final da aprendizagem autodirigida é que, psicologicamente falando, a maioria das pessoas opta pelo caminho de menor resistência. Mesmo as pessoas motivadas a aprender geralmente serão atraídas por tópicos que pessoalmente consideram interessantes ou envolventes.

Por analogia, alguém que tenha interesse pessoal em esportes passará seu tempo livre fora do trabalho lendo sobre esportes. Poucos deles dedicarão seu tempo livre a ler sobre outros assuntos em que não estão interessados!

O mesmo vale para a aprendizagem autodirigida no trabalho. Se você estiver interessado em tópicos de gerenciamento, naturalmente irá gravitar em direção ao aprendizado de técnicas de gerenciamento.

Isso é bom, mas significa que você não procurará ativamente informações sobre como usar o novo sistema de TI se não estiver pessoalmente interessado em tecnologia, por exemplo.

Conclusão

Apesar de suas desvantagens, a aprendizagem autodirigida não deve ser descartada. Em vez disso, precisamos pensar em maneiras melhores de aplicar essa estratégia. Uma solução é fornecer aprendizado contextualizado.

Sempre que alguém não tiver certeza sobre como usar ferramentas de negócios, concluir um processo ou executar uma tarefa em conformidade com as regras, deve ter acesso fácil a um módulo de treinamento relevante que mostre como realizar a tarefa. Isso mantém o benefício da aprendizagem autodirigida, evitando os riscos.

  • Os colaboradores permanecem no controle do que aprendem e podem aprender sempre que quiserem.
  • Os colaboradores não ficam sobrecarregados com informações de que não precisam.
  • Se os eles não têm conhecimento em uma área, é fácil encontrar uma solução.
  • Leva muito pouco tempo para consumir a informação.
  • Isso incentiva os colaboradores a aprender coisas importantes, mesmo que não sejam naturalmente atraídos por elas.

Ao colocar a aprendizagem autodirigida em contexto, você dá aos seus colaboradores autonomia para escolher o que querem aprender e quando querem aprender. E, ao mesmo tempo, você supera muitos dos principais obstáculos que a aprendizagem autodirigida produz.

Fonte: https://elearningindustry.com/problems-with-self-directed-learning-we-cannot-ignore

Para diminuir a distância entre a sua gestão e os seus resultados efetivos,
a Raleduc oferece serviços para EAD que se diferenciam
pela qualidade de seus conteúdos, pela eficiência das metodologias de ensino, pelo uso de tecnologias modernas de aplicação e monitoramento, pela criatividade gráfico-editorial e pela economicidade de tempo
e operacionalidade.

E também somos representantes exclusivos da Udemy Business no Brasil.

Se você quiser saber mais sobre como a Raleduc pode ajudar você a melhorar seus treinamentos online e montar uma estratégia EAD para a sua empresa, não deixe de falar com nossos especialistas clicando aqui, pelo telefone +55 61 3051 1366 ou manda um WhatsApp.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.