Desaprendendo mitos sobre o bem-estar no trabalho

Tempo de leitura: 6 minutos

A mudança massiva que está acontecendo na força de trabalho em resposta à pandemia é muitas vezes referida como a “Grande Renúncia”. Mas o que será que está levando as pessoas a abrirem mão de seus empregos?

Créditos: Freepik

De acordo com Arianna Huffington, fundadora e CEO da Thrive Global, empresa de tecnologia para mudança de comportamento, as pessoas não estão apenas deixando seus empregos. Elas estão passando por uma “Grande Reavaliação”.

Ela diz que é preciso começar a conversar com colaboradores, colegas e líderes sobre o que é importante para ter uma vida boa. Focar no que torna a vida boa e agradável resulta no esgotamento? Provavelmente não.

Enquanto os colaboradores avaliam suas prioridades no trabalho e na vida, esta também é uma oportunidade para as empresas se dedicarem ainda mais a eles. É uma chance de repensar expectativas e formas de trabalho ultrapassadas e criar um ambiente verdadeiramente envolvente para seus colaboradores.

Na sessão de Arianna no evento Forward, da Udemy Business, “Going from Awareness to Action”, ela compartilhou várias estratégias para conseguir isso.

Desaprendendo mitos da produtividade

Existem muitas opiniões prejudiciais sobre a produtividade, diz Arianna. “Eu havia caído na ilusão coletiva de que, para ter sucesso, eu precisava estar sempre ligada. Eu tinha que produzir até a exaustão.”

Porém, a pandemia foi um catalisador para mudanças. Isso nos deu a chance de desaprender esses mitos da produtividade. “Desde a primeira revolução industrial, acreditamos em algo falso sobre o sistema operacional humano”, diz Arianna. Nós erroneamente pensávamos que os humanos eram iguais às máquinas e podiam ser produtivos o tempo todo. “Para o sistema operacional humano, o tempo de inatividade é um recurso, não um bug.”

O fato de que muitas organizações agora enfatizam o bem-estar e a resiliência é um sinal de que estamos repensando o próprio conceito de produtividade. Estamos começando a ver que o estresse e o esgotamento não afetam apenas nossa saúde mental, mas também estão ligados a condições físicas crônicas.

O que fazemos com esses aprendizados? “Não vamos desperdiçar essa crise”, diz Arianna. “Vamos sair dessa, não apenas tendo sobrevivido, mas em um lugar melhor.” Podemos conseguir isso priorizando o bem-estar todos os dias.

Não se trata apenas de tirar férias ou dias de saúde mental ocasionais, explica Arianna. “É reconhecer que há partes fundamentais de como vivemos nossa vida que precisam mudar.” Arianna identifica várias maneiras pelas quais você pode trazer o bem-estar à sua vida cotidiana.

6 micropassos para trazer bem-estar ao seu dia a dia

Micropassos são pequenos hábitos com base científica que podem ser realizados para melhorar o bem-estar em diversas áreas. Você pode não fazer tudo perfeitamente todos os dias, mas praticar micropassos pode ajudá-lo a trazer uma nova perspectiva e sensação de bem-estar para sua vida cotidiana.

  1. Recarregar
    Dormir o suficiente é fundamental para todos os aspectos de nosso bem-estar, incluindo nossa imunidade e nossa capacidade de aprender. “Até as máquinas de IA são colocadas para dormir para aprender melhor e mais rápido”, diz Arianna.
    Também é crucial fazer pausas ao longo do dia. Isso pode ser tão simples quanto reservar alguns minutos entre as reuniões virtuais para respirar e lembrar pelo que você é grato. Segundo pesquisas da neurociência, essa prática de recarregar e resetar diminui o estresse em apenas 60 a 90 segundos.
  2. Comida
    Como os alimentos são o combustível do seu dia, consumir o tipo certo de combustível é a chave para como você se sente a cada dia. Hábitos alimentares saudáveis que ​​Arianna recomenda são reduzir açúcar e alimentos processados ​​e evitar comer antes de dormir.
  3. Movimentar-se
    Arianna enfatiza que, para movimentar-se, você não precisa ser passar uma hora na academia todos os dias. Trata-se de integrar mais movimento aos seus hábitos cotidianos, como realizar uma reunião online caminhando em vez de sentar em seu escritório.
  4. Foco
    “Todos nós somos viciados em nossos telefones”, diz Arianna. Ela recomenda limitar as notificações do celular, as quais podem atrapalhar seu foco, e até mesmo desligar o telefone ao final do dia de trabalho, para que não interfira no seu tempo familiar, pessoal ou em seu sono.
  5. Dinheiro
    Para muitos de nós, o dinheiro é a fonte nº 1 de estresse e ansiedade. Mas, ao tomar micropassos, Arianna diz que podemos reduzir nosso estresse financeiro e melhorar nosso bem-estar geral porque os dois estão conectados. Um micropasso que ela recomenda é reservar alguns minutos no final do dia para rastrear o que você comprou naquele dia em seu diário ou aplicativo de finanças.
  6. Conectar-se
    Locais de trabalho são comunidades, sejam presenciais, remotos ou híbridos. E as comunidades são lugares onde podemos obter o apoio e a inspiração de que precisamos para crescer. Interaja com a sua comunidade e incentive-a a experimentar práticas de bem-estar também.
    É especialmente poderoso quando vemos como nossos líderes e colegas se comprometem com esses micropassos, porque então esse processo se torna uma jornada conjunta.

Todos ganham quando você se compromete com o bem-estar do colaborador

A pandemia foi uma lição poderosa em enfrentar as incertezas, e isso não é nada fácil. “A incerteza gera ansiedade”, diz Arianna. Felizmente, temos muitas ferramentas e técnicas para lidar com essa ansiedade.

Enquanto os colaboradores enfrentam a Grande Reavaliação, as empresas enfrentam uma escolha decisiva. Elas podem enfatizar o bem-estar e a resiliência dos colaboradores – ou podem observá-los escolher trabalhar em um lugar que o faça.

Quando você se compromete com o bem-estar de seus colaboradores, você os está preparando para o sucesso. Eles estarão em um estado muito melhor para receber informações e fazer o melhor trabalho possível. “É muito mais fácil aprender quando estamos recarregados”, diz Arianna.

Fonte: https://blog.udemy.com/wellness-work-myths-arianna-huffington/

Para diminuir a distância entre a sua gestão e os seus resultados efetivos,
a Raleduc oferece recursos com serviços para EAD que se diferenciam
pela qualidade de seus conteúdos, pela eficiência das metodologias de ensino, pelo uso de tecnologias modernas de aplicação e monitoramento, pela criatividade gráfico-editorial e pela economicidade de tempo
e operacionalidade.

Se você quiser saber mais sobre como a Raleduc pode ajudar você a melhorar seus treinamentos online e montar uma estratégia EAD para a sua empresa, não deixe de falar com nossos especialistas clicando aqui, pelo telefone +55 61 3051 1366 ou manda um WhatsApp.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.