Principais fatores para considerar na implementação do eLearning

Tempo de leitura: 11 minutos

Aqui estão os 11 principais fatores a serem considerados na implementação do eLearning para seus colaboradores e alunos. Use essas dicas e crie módulos de alta qualidade, eficazes e envolventes para o seu público-alvo.

Fonte: Freepik

As etapas para o desenvolvimento de conteúdo de eLearning

Com o avanço da tecnologia, é verdade que a educação e o aprendizado podem ser levados para uma plataforma virtual. Isso tem sido comprovado por diversas organizações e instituições que já oferecem cursos virtuais e aulas online.

As plataformas de eLearning oferecem muitos benefícios tanto para empresas quanto para alunos, pois oferecem a flexibilidade e escalabilidade necessárias para o setor corporativo e também economizam dinheiro. Portanto, estamos aqui para discutir os principais fatores a serem considerados durante o desenvolvimento do conteúdo de eLearning.

O que é desenvolvimento de conteúdo de eLearning?

No início, o ensino e a aprendizagem virtuais eram uma escolha, mas, devido ao COVID-19, tornou-se uma necessidade, pois as pessoas estão evitando sair de casa para ficarem seguras. Além disso, o início da pandemia esclareceu que a educação e o aprendizado não podem ser restritos a uma sala de aula e podem ser movidos para uma plataforma virtual.

Como as plataformas de eLearning têm muitos benefícios e hoje são a escolha da maioria das pessoas, o aspecto desafiador dessas plataformas é o desenvolvimento de conteúdo de eLearning para os usuários finais. Se você é um dos gigantes corporativos que está planejando fazer uso do eLearning para treinar sua equipe ou é uma instituição educacional que deseja mudar para uma plataforma de eLearning, há muitos fatores que você precisa considerar antes de desenvolver seu conteúdo.

O melhor é manter um processo de desenvolvimento transparente e as pessoas envolvidas no processo devem ter bom conhecimento e experiência no desenvolvimento de módulos e cursos online de alta qualidade. Lembre-se de que o trabalho de base é o mais importante durante o desenvolvimento do conteúdo de eLearning e, portanto, deve ser muito bom para garantir a criação de conteúdo eficiente e de alta qualidade. Você pode até terceirizar seus requisitos para provedores de soluções, de modo a criar módulos de alta qualidade.

Este artigo falará sobre os 11 principais fatores que devem ser considerados durante o desenvolvimento de conteúdo de eLearning. Com a ajuda desses fatores, você será capaz de definir seus objetivos, direcionar seu público e promover de forma eficiente seu módulo de eLearning depois de concluir a parte de desenvolvimento. O objetivo aqui é desenvolver conteúdo de eLearning que atenda aos requisitos de seus colaboradores e alunos.

1. Defina suas metas

Antes de realmente começar a criar módulos de eLearning, a primeira coisa que você precisa fazer é definir suas metas e objetivos com relação ao conteúdo de eLearning que deseja desenvolver. Para defini-las, você pode conversar com sua gestão e obter informações sobre lacunas de desempenho que existem dentro da organização, e seu conteúdo ajudará a preenchê-las. Você pode até conduzir uma pesquisa para a gestão, em que eles vão preencher os detalhes necessários, os quais você usará para definir suas metas e objetivos.

E seu trabalho não termina aqui; depois de listar as metas e objetivos dos módulos, você deve identificar se eles são alcançáveis ​​ou não. Você deve manter os que são alcançáveis e abandonar os inatingíveis, pois trabalhar neles será uma perda de tempo e esforço.

2. Analise seu público

Analisar seu público-alvo é uma das coisas importantes que você precisa realizar antes de desenvolver um módulo de eLearning, pois o ajudará a tomar decisões sobre o que você precisa manter e o que pode deixar de lado em termos de conteúdo.

Quanto mais você aprende sobre seu público-alvo, maiores serão suas chances de desenvolver um módulo que atenda às expectativas e requisitos de colaboradores e alunos. Além disso, tenha em mente que o conteúdo que você irá desenvolver será lido por alunos iniciantes ou proficientes, então tente criar um módulo com vários níveis de conhecimento, de modo que seja compatível com cada categoria de seu público. Esses são alguns elementos que você precisa saber sobre ele:

  • Nível de educação;
  • Idade;
  • Experiência anterior com eLearning;
  • Preferências ;
  • Nível de interesse em eLearning.

3. Escolha o tipo de dispositivo

A maioria das pessoas hoje em dia prefere os dispositivos móveis para realizar suas atividades pessoais e profissionais. Então, há uma boa chance de que seus colaboradores ou alunos queiram acessar o treinamento online por meio de smartphones. Mesmo assim, alguns preferirão PCs e notebooks para acessar esse material. Então, você precisa pensar nos dois sentidos para que os módulos de eLearning sejam acessíveis para todo o público.

Porém, não é possível disponibilizar todo o curso de eLearning em todas as categorias de dispositivos e, portanto, é muito importante pesquisar com o que seu público se sente confortável. Além disso, antes de projetar seu curso, certifique-se de ter analisado se os colaboradores ou alunos usarão seus dispositivos pessoais para acessar o curso ou os dispositivos fornecidos pela organização.

4. O seu público está pronto?

O próximo fator é determinar se sua organização está pronta para o eLearning. A prontidão é determinada por muitos elementos, como infraestrutura, interesse do colaborador, metas e objetivos de treinamento, orientação, suporte do instrutor e liderança.

Caso você descubra que sua organização não está preparada para uma plataforma de eLearning, não se preocupe, pois este não é o fim da jornada. Você pode listar os desafios e encontrar uma solução para eles, a fim de mover seu material de treinamento para uma plataforma de eLearning.

5. Orçamento e cronograma

É sempre aconselhável definir seu orçamento e cronograma antes de desenvolver os módulos de eLearning. Para criar o orçamento, você precisa rever as metas e objetivos definidas para todo o projeto e os recursos e elementos que deseja incluir no conteúdo.

Ao seguir esse passo, tenha em mente que os números que você está apresentando à gestão devem ser realistas. Isso ajudará a manter o interesse durante o desenvolvimento dos módulos de eLearning, já que você não terá que parar no meio do processo porque os objetivos e metas são inatingíveis.

6. Plataforma de criação de vídeo

É sempre sensato usar vídeos como parte de seu conteúdo de eLearning, uma vez que eles não são apenas interessantes e envolventes, mas são uma maneira mais fácil de fazer o público entender até mesmo algumas das coisas mais complicadas.

Portanto, se você planeja incluir vídeos em seus módulos de eLearning, não se esqueça de escolher uma plataforma de criação de vídeo acessível e flexível. O importante é escolher uma plataforma que se ajuste ao seu orçamento e seja capaz de atender às suas necessidades.

7. Crie conteúdo envolvente e digerível

Criar conteúdo de eLearning que seja envolvente e fácil de digerir é uma das melhores maneiras de fazer com que seus colaboradores ou alunos façam o melhor uso dele. Ele aumenta o interesse do público, portanto, você pode usar vários tipos de interatividade em seu conteúdo de eLearning.

Além disso, ele te ajudará a compartilhar a maior parte das informações com seu público facilmente em um curto espaço de tempo, sem que eles enfrentem nenhum desafio com relação à compreensão do conteúdo; isso realmente economiza tempo. Você também pode usar um modelo de microlearning para criar seu conteúdo.

8. Receba feedback

Depois de concluir o desenvolvimento de seu conteúdo de eLearning, a primeira coisa que você precisa fazer é receber feedback da gestão e dos colaboradores. Isso não só o ajudará a encontrar áreas para melhorar, mas também a determinar se as metas e objetivos definidos foram atingidos ou não. Essa é uma das melhores maneiras de determinar se o esforço, tempo e dinheiro investidos valeram a pena.

Basicamente, existem duas maneiras de obter feedback: você pode abordar cada indivíduo dentro da organização e obter sua opinião sobre os módulos de eLearning ou pode receber feedback em massa criando formulários de feedback.

9. Avalie o módulo

Avaliar o seu módulo de eLearning é muito importante para determinar a eficácia do curso, e também para descobrir o valor que ele trará para os usuários finais. Você fazê-lo das seguintes maneiras:

  • Quizzes e testes:
    Certifique-se de incluir perguntas inteligentes nos questionários e testes que o ajudarão a determinar o conhecimento que os usuários finais adquiriram com a leitura do módulo.
  • Impacto no comportamento dos alunos:
    Calcular o comportamento ou a resposta do colaborador após a realização do curso é uma das outras maneiras de avaliar a eficácia do seu módulo de eLearning.

10. Promova o módulo

Depois de seguir todas as etapas passadas, você pode prosseguir para a promoção. Existem vários métodos para promover um módulo de eLearning, dependendo do tipo e da categoria do módulo que você criou.

Se seu módulo é para uso interno dentro da organização, você pode promovê-lo com a ajuda de canais de comunicação interna, incluindo RH, ou até por e-mail. Por outro lado, se seu curso deverá atingir um grande público externo, você precisa investir em campanhas publicitárias, incluindo CPC (custo por clique) e PPC (pagamento por clique). Além disso, você pode usar o marketing digital e o marketing por redes sociais.

Sempre tenha em mente que ninguém usará os módulos a menos que saiba sobre o conteúdo e o valor que ele contém.

11. Acompanhe o desempenho do seu módulo

Por último, mas não menos importante, é fundamental monitorar o desempenho do seu módulo de eLearning. Existem várias maneiras de fazer isso, e um sistema de gestão de aprendizagem (LMS) é uma das melhores. Você pode acompanhar as seguintes métricas com a ajuda de plataformas de LMS:

  • Avaliações do curso:
    Com um LMS, você pode dar aos usuários a capacidade de avaliar os cursos depois de concluí-los. Essas classificações fornecidas pelos colaboradores ou alunos o ajudarão a determinar se os usuários conseguiram concluir os cursos sem nenhum desafio e também a desenvolver futuros módulos de eLearning mais fáceis de usar.
  • Taxa de conclusão:
    A análise da taxa de conclusão dos seus cursos te ajudará a determinar se o seu público-alvo está realmente concluindo os cursos. Uma taxa média de conclusão de mais de 10% é considerada boa para módulos de eLearning e, se você estiver obtendo números semelhantes, considere que seu conteúdo de eLearning é interativo e de alta qualidade.

Conclusão

Com a demanda por conteúdo de eLearning aumentando a cada dia que passa, o desenvolvimento de conteúdo eficaz e de alta qualidade é a necessidade do momento. Para isso, você precisará de um processo estratégico e pensativo. Neste artigo, discutimos os 11 principais fatores aos quais você precisa estar atento ao implementar o eLearning, com o objetivo de criar conteúdo que atenda aos requisitos de seus colaboradores ou alunos.

Fonte: https://elearningindustry.com/elearning-content-development-process-steps

Para diminuir a distância entre a sua gestão e os seus resultados efetivos,
a Raleduc oferece recursos com serviços para EAD que se diferenciam
pela qualidade de seus conteúdos, pela eficiência das metodologias de ensino, pelo uso de tecnologias modernas de aplicação e monitoramento, pela criatividade gráfico-editorial e pela economicidade de tempo
e operacionalidade.

Se você quiser saber mais sobre como a Raleduc pode ajudar você a melhorar seus treinamentos online e montar uma estratégia EAD para a sua empresa, não deixe de falar com nossos especialistas clicando aqui, pelo telefone +55 61 3051 1366 ou manda um WhatsApp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.