[Entrevista] Tecnologias educacionais e o RH com Cris Miranda

Tempo de leitura: 6 minutos

E aqui estamos com uma entrevista que acabou de sair do forno! A entrevistada da vez é a gerente de recursos humanos Cris Miranda. O assunto tratado foi sobre tecnologias educacionais a distância e suas aplicações na gestão de pessoas e no RH (recursos humanos).

Leia também: Curadoria em tempos de Educação 4.0: novos papeis e desafios

O avanço tecnológico é extraordinariamente veloz, o que faz com que nós busquemos sempre novas maneiras de levar um conteúdo para outra pessoa, seja na sala de aula presencial, em um treinamento empresarial, em uma graduação online. Vamos entender melhor como o uso das tecnologias educacionais a distância podem mudar o cenário da gestão de pessoas e RH com a Cris!

Aprecie sem moderação!

1 – Quem é a profissional Cris Miranda?

Formada em administração de empresas, com especialização em Gestão de pessoas e pós-graduada em psicologia organizacional, realizei também diversas capacitações com base em PNL – programação neurolinguística, desenvolvimento comportamental e coaching.
Atuo desde sempre e a mais de 15 anos em gestão, construindo uma carreira consolidada em Pessoas e Comunicação Interna.
Como Head de RH generalista, conquistei diversos reconhecimentos para as organizações onde trabalhei através das pesquisas de “Melhores empresas para se trabalhar” segundo as avaliações realizadas para as certificações GPTW, VOCÊ SA, Valor Carreira- Valor econômico, ABRH, Ibope e IDHO.

 

2 – Qual o maior erro que você já cometeu na gestão de pessoas e recursos humanos?

Acredito que só não erra, quem não faz! E certamente cometi vários erros dentro da minha área de atuação. Sinceramente, não me lembro do maior deles, mas também gosto muito de pensar que quando erro, eu aprendo. Então, vou trocar o exemplo do maior erro que tenha cometido, pelo maior aprendizado que tive durante toda a minha carreira: Pessoas, sempre as pessoas primeiro. Principalmente em RH, se não tivermos as pessoas como prioridade número um em nossas atividades, dificilmente alcançaremos os objetivos desejados.

 

3 – Qual a maior inovação que você já viu na área?

Para quem ainda tem dúvidas, eu tenho certeza que estamos na 4ª. revolução industrial, ou como muitos gostam de nomear: indústria 4.0, e é nesse contexto de digitalização e inovação que vejo as grandes mudanças na área de recursos humanos. Dezenas de processos executados da mesma forma desde sempre em departamento pessoal, recrutamento, treinamento e outras tantas abas de gestão de pessoas, atualmente ganharam novas ferramentas e tecnologias que trazem muito mais assertividade e principalmente agilidade em nossa rotina, só que de forma humanizada priorizando as relações, competências, valores e comportamentos.
Um grande exemplo disso em RH são as conduções de interações com pessoas através das A. I´s – Inteligência artificial, competitiva e cognitiva.

 

4 – Qual a sua posição com relação ao uso de tecnologias educacionais a distância para o treinamento e desenvolvimento de pessoas?

Em relação a utilização das tecnologias educacionais a distância para o treinamento e desenvolvimento de pessoas, acredito que seja um dos grandes e melhores investimentos intelectuais do momento. Com a crescente necessidade de acesso a capacitações com qualidade o EAD vem sendo uma ferramenta chave, possibilitando acesso a um universo de opções de conteúdo com baixo custo, conforto e agilidade.

 

5 – Você acredita que possam ser utilizadas tecnologias a distância para melhorar o desempenho e o engajamento dos colaboradores em uma empresa? Se sim, de quais formas?

Sou totalmente a favor da utilização de tecnologias EAD para o desenvolvimento e engajamento de colaboradores nas empresas, principalmente as que querem se destacar e conquistar mais espaço no mercado. Capacitar o capital humano dentro de uma organização requer muitas vezes diversidade de conteúdo, agilidade nas aplicações e facilidade na condução e na logística. Itens, que muitas vezes, torna complicada a organização física. Tempo, recursos tecnológicos e mobilidade são os grandes ganhos que um bom programa de EAD pode trazer para uma empresa e seus profissionais. Apostar nestes recursos sempre me trouxeram excelentes resultados.

 

6 – Como você imagina o mercado de treinamento, desenvolvimento e gerenciamento de pessoas daqui 10 anos?

Seguindo nesta linha de inovação tecnológica, acredito que o mercado de treinamento, desenvolvimento e gerenciamento de pessoas daqui a 10 anos, ou até muito antes disso, esteja no topo da lista de prioridades das organizações, que cada vez mais buscam resultados através de alternativas que reduzam tempo e custo, devolvendo o engajamento e motivação para seu capital humano. A tendência é que cada vez mais esse recurso seja utilizado com frequência em todos os nichos de negócios.

 

7 – Conte-nos quem é a Cris Miranda quando não está no trabalho?

Quando não estou no trabalho, aprecio o convívio em família, com amigos e com a natureza. Adoro viajar, cozinhar, cinema, ler, ouvir música e toda forma de lazer em companhia de pessoas amigas.
Gosto muito de estudar também e atualmente estou fazendo um curso de lógica de programação com JavaScript, adoro tecnologia e quem sabe ainda vou me tornar uma boa programadora, rs.

 

8 –  E para finalizar, você poderia nos dar uma dica de leitura?

Indico a leitura de:

Reinventando as organizações – Frederic Laloux

e

Gestão do Amanhã – Sandro Magaldi e José Salibi Neto

São ótimos e trazem muito os contextos que comentei. 😉

_

Agradecemos imensamente por essa entrevista espetacular Cris! Que venham muitas outras!

E você leitor? Acredita que as tecnologias educacionais podem transformar a gestão e desenvolvimento de pessoas?

Para diminuir a distância entre a sua gestão e os seus resultados efetivos, a Raleduc oferece recursos com serviços para EAD que se diferenciam pela qualidade de seus conteúdos, pela eficiência das metodologias de ensino, pelo uso de tecnologias modernas de aplicação e monitoramento, pela criatividade gráfico-editorial e pela economicidade de tempo e operacionalidade. Diante do exposto, caso queira saber como ajudamos as organizações: ASSEFAZ, TCE-RJ, HCPA, UFRGS, INFRAERO, SEST SENAT e SEBRAE Nacional, entre em contato e fale com um de nossos especialistas.

Gostou da entrevista? Então compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.