Andragogia – conceito e curiosidades

Tempo de leitura: 5 minutos

 

Você sabe o que é andragogia?

Andragogia pode ser considerada uma arte, uma ciência ou, ainda, uma metodologia que visa a ensinar os adultos. Este foi um termo cunhado por Malcolm Knowles no século XX. Percebemos que ele é bem antigo, mas a relevância continua a mesma.

De acordo com a pedagoga HAMZE, Amélia:

É a arte de ensinar aos adultos, que não são aprendizes sem experiência, pois o conhecimento vem da realidade (escola da vida). O aprendizado é factível e aplicável. Esse aluno busca desafios e soluções de problemas, que farão diferenças em suas vidas. Busca na realidade acadêmica realização tanto profissional como pessoal, e aprende melhor quando o assunto é de valor imediato.

Proveniência do termo:

Assim ficou fácil lembrar, não é mesmo?

Então, qual a melhor maneira de conectar-se com os alunos adultos?

Conforme Malcolm, o adulto apresenta maiores chances de aprender eficazmente em ambientes informais, confortáveis, flexíveis e livres de quaisquer ameaças.

Tivemos vários educadores de renome durante a história, tais como Aristóteles, Platão, Sócrates, Confúcio e muitos outros, mas as teorias a respeito do ensino para adultos são recentes.

De acordo com Conrado Schlochauer, Embaixador do Capítulo São Paulo da Singularity University (SU), grande parte das vezes, o que se aplica aos adultos é a pedagogia (educação voltada para crianças) e, por isso, não se atinge o objetivo de modo satisfatório. Portanto, para atender tal público, temos à nossa disposição uma teoria andragógica, contrapondo a pedagogia, que visa ao ensino consistente e aos resultados que as organizações tanto almejam.

Nesse sentido, a EAD voltada para adultos se mostra compatível e vem de encontro com as necessidades desses discentes, uma vez que eles já estão amadurecidos e são responsáveis pelo próprio aprendizado.

GOMES, Rita de Cássia Guarezi et al, 2002 tece o seguinte comentário:

Na EAD não há uma concepção de educação específica, então é necessário investigar o que mais se adequaria em termos de orientação de aprendizagem para alunos adultos, que é a maior demanda da EAD e a formação do indivíduo como um todo, para os dias atuais.

Existem alguns princípios que regem a andragogia. São eles:

Necessidade: os adultos são estimulados a fazerem um determinado curso de acordo com a necessidade. A título de exemplo, surge a necessidade de capacitação no trabalho e eles se veem impelidos a buscar conhecimento.

Autonomia: os discentes adultos buscam autonomia quando o assunto é aprender, já que sempre procuram autodirecionamento no momento da aprendizagem: “o que e como quero aprender”. Cabe ao facilitador direcionar os caminhos.

Experiências prévias: o conhecimento prévio do aprendiz adulto, assim como o compartilhamento de experiências, é imprescindível para que ele possa adquirir novos aprendizados.

Interatividade: a interação entre os aprendizes é fundamental para a qualidade da aprendizagem. Dessa maneira, diversas atividades interativas como: debates, cases, jogos, etc., devem ser incluídas no processo de aprendizagem.

Clima de segurança e respeito: o clima deve ser o mais favorável possível a fim de que o aprendizado aconteça de modo eficaz. Os adultos prezam por um ambiente acolhedor, respeitoso e seguro.

Reflexão: uma vez que já obtiveram o conhecimento, os discentes devem ter o momento de reflexão a fim de verificarem se aprenderam ou não. Dessa maneira, poderão diagnosticar novas opções de aprimoramento. Ressalta-se que o feedback, tanto do instrutor quanto dos colegas, é indispensável.

Salienta-se, portanto, que o adulto aprendiz precisa sentir que o seu aprendizado é prático e real, caso contrário, a aprendizagem andragógica não surtirá efeito.

Temos um clássico do cinema que introduz algumas tendências andragógicas: é o “O sorriso de Monalisa”. Você já o assistiu?

Nele, a professora liberal Katherine Watson, no período pós-guerra, década de 50, confronta alunas de uma escola tradicionalista a “pensarem fora do papel” e formarem suas próprias opiniões a respeito da arte moderna, uma vez que elas eram doutrinadas apenas para terem instrução para serem esposas cultas e mães dedicadas.

Já na primeira aula, estas alunas trazem a lição previamente decorada da apostila oferecida pelo colégio. Percebe-se que o ensino voltado somente para mulheres visa à mera reprodução do conhecimento, sem qualquer senso crítico. As aprendizes reproduziam fielmente a lição a fim de provarem que o conhecimento foi adquirido, enfatizando o binômio “verbalismo do professor x memorização do aluno”.

Frente a essa situação, a professora se vê entusiasmada a “fazer a diferença” e a criar uma estratégia de ensino e aprendizagem com o intuito de despertar a criticidade delas, de modo a se tornarem ativas no processo de construção do conhecimento.

Assista a uma cena:

Caso não tenha assistido, vale a pena conferir o filme e tirar suas próprias conclusões. Aqui só foi mencionada uma avaliação simplista acerca da educação das jovens naquela época. Certamente, há muito mais para ser destacado e discutido.

Resumindo

Vimos que os adultos são motivados a partir do surgimento de novas necessidades específicas de aprendizagem. Assim, a andragogia vem de encontro aos anseios dos alunos adultos em suas condições, motivações, aspirações e oportunidades, a qual visa a orientá-los a aprender.

Para absorver novos conhecimentos, eles precisam estar interessados e precisam enxergar uma aplicação prática de um conteúdo ou de uma abordagem.

Você gostou deste artigo?

Caso tenha gostado, compartilhe com seus amigos!!

Referenciando

GOMES, Rita de Cássia Guarezi et al. Tecnologia e Andragogia: aliadas na educação a distância Tema: Gestão de Sistemas de Educação a Distância. disponível em: <http://www.abed.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate =1por&infoid=121&sid=121&tpl=printerview. Acesso 01 de jan. 2018>.

HAMZE, Amélia. Andragogia e a arte de ensinar aos adultos. Disponível em: <http://www.educador.brasilescola.com/trabalho-docente/andragogia.htm. Acesso em 2 jan. 2018>.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *