Desafios do DI para dispositivos móveis

Tempo de leitura: 3 minutos

Com o avanço da tecnologia, é comum que a maioria de nós carregue dispositivos móveis, seja smartphone ou tablet, por todos os lugares. Dessa forma, o aprendizado móvel está crescendo como um meio popular de transmitir conhecimento.

A facilidade de acesso ao dispositivo, a qualquer momento, cria uma abertura para disponibilizar o material de aprendizagem independentemente da situação.

O maior desafio na aprendizagem móvel é, indiscutivelmente, o espaço de visualização. Isso restringe a inclusão de texto ou documentos.

Além disso, o espaço de visualização muda para cada aluno, uma vez que existem diversos modelos e marcas do dispositivo móvel.

Outra grande preocupação é a falta de uma plataforma de desenvolvimento comum que processe conteúdos em todos os dispositivos móveis, seja Android ou iOs.

Além disso, os dispositivos móveis têm menos recursos de processamento do que desktops ou laptops. Portanto, arquivos de vídeo pesados ​​ou simulações ricas em detalhes podem não renderizar corretamente ou ser compatíveis com o dispositivo.

A maior medida para o sucesso de qualquer curso é conseguir prender a atenção do aluno. Para dispositivos móveis, essa é uma tarefa difícil.

O principal uso de um dispositivo móvel é a realização e/ou recebimento de chamadas telefônicas, além de enviar e/ou receber mensagens de texto.

Isso pode ser visto como um impedimento para a realização dos objetivos gerais de aprendizagem, especialmente quando distrações como essa não podem ser evitadas.

Assim, enquanto alguns desses desafios não podem ser superados, os designers instrucionais podem trabalhar em torno deles.

  • O conteúdo de aprendizagem móvel precisa ser conciso.
  • Ao projetar cursos, os códigos devem ser escritos para que o conteúdo possa se ajustar automaticamente de acordo com a dimensão do dispositivo móvel dos alunos.
  • Em uma tentativa de tornar os cursos móveis mais interessantes e atraentes para os alunos, imagens ou gráficos podem ser usados ​​para transmitir informações tanto quanto as palavras.
  • O áudio também pode ser amplamente utilizado. Para diminuir o texto, apenas uma introdução ou uma essência pode ser apresentada por meio de palavras, enquanto o resto pode ser apresentado por intermédio de áudios, que o aluno pode ouvir e aprender.
  • Animações simples ou de mudança de página também podem cortar a monotonia e aumentar o apelo visual para o aluno.
  • A maioria dos dispositivos móveis oferece acesso à internet. Essa é uma oportunidade para incluir a transmissão de mídia em cursos móveis, em vez de arquivos de áudio ou vídeo incorporados. Vídeos ao vivo ou gravados podem fazer parte de um curso, usando a tecnologia de transmissão.

Quer saber mais sobre o profissional que faz a diferença na EaD? Leia Quem é o Desenhista Instrucional?.

Concluindo…

Com o advento da tecnologia, sabemos que tudo tende a evoluir e, querendo ou não, a educação e a forma como a distribuímos e a disponibilizamos também.

Este é um grande desafio que deve ser enfrentado por todos os âmbitos educacionais e, principalmente, pelo Design Instrucional, que deve ser sempre adaptável e flexível.

Caso tenha alguma dúvida ou queira uma ajuda para ultrapassar as barreiras e os desafios da educação a distância para aparelhos móveis, entre em contato com a gente!

Gostou do artigo? Então compartilhe com seus amigos!

Este artigo foi uma adaptação do texto Instructional Design Challenges for Smaller Screens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.