Curso EAD – Criatividade e Inovação

Tempo de leitura: 12 minutos

Curso EAD

Realizar um curso EAD é um desafio interessante a ser conquistado, já que um curso a distância demanda responsabilidade, empenho, e um grande investimento de tempo e dedicação.

Você está preparado para essa nova etapa?

Com cursos online podemos aprender diversos conteúdos a qualquer hora e em qualquer lugar, sem termos de nos preocupar com materiais didáticos impressos, horário da aula, vagas para o carro e até mesmo com nosso “comportamento” em sala, já que podemos, por exemplo, ouvir música enquanto estudamos…

giph.kkjlkjy

Como já foi dito em outros artigos publicados aqui no blog, cursos EAD podem oferecer diversas vantagens, como um valor mais acessível, horário de estudo flexível, nenhum custo com transporte, material didático em formatos digitais, entre outros.

Para saber mais, não deixe de ler 7 Razões para Fazer um Curso a Distância.

Um curso a distância demanda mais organização e empenho por parte do aluno, já que este terá de ter autonomia. Porém, mesmo que o estudante seja autossuficiente, o ideal é que a empresa que fornece o ensino a distância ofereça uma tutoria especializada para acompanhar a turma. O aluno deve ser responsável e disciplinado, por isso, muitas empresas valorizam o profissional que se forma, se especializa ou se qualifica através de cursos EAD.

O que é um curso EAD?

aula-online-01

Um curso EAD é um curso de educação a distância, podendo ser feita através da internet, cartas, televisão, rádio, ou seja, qualquer um dos meios de comunicação que temos a nossa disposição nos dias atuais.

Atualmente, o ensino ead é mais comum através da internet, já que esta possui diversos recursos para deixar a aula mais prática e dinâmica.

Muitas empresas valorizam o profissional que se especializa através de cursos ead, já que este deve ter autonomia para cumprir com suas tarefas dentro dos prazos estipulados pelo curso. Um bom curso a distância também deve oferecer uma excelente tutoria, dando o devido suporte ao aluno.

Para saber mais sobre tutoria, não deixe de ler Ensinar Online: Primeiros Passos.

Ok! Entendemos o que é um curso EAD, mas o que é e para quê serve a Criatividade e Inovação?

Criatividade e Inovação

Afinal, o que é criatividade? O que é inovação? Por que atualmente se fala tanto e se dá tanto valor à criatividade?

Antes de mais nada, pense por alguns segundos em cada uma das questões a seguir:

giphy (1)

  • O que você entende por criatividade e inovação?
  • Você se acha criativo(a)? Por quê?
  • Pense em pessoas, que você considera modelo de criatividade. Quais as características dessas pessoas que te fazem achá-las criativas?
  • O que você considera um trabalho inovador?
  • Como seus colegas de trabalho, que você considera criativos, resolvem problemas?
  • Você acredita ser capaz de ser mais criativo? Como?
  • Como você acredita que a criatividade pode te auxiliar no trabalho do dia-a-dia?

Essa reflexão inicial serve para você pensar onde está, como percebe, neste momento, o assunto que iremos tratar e aonde quer chegar? Busque refletir sobre estes temas novamente e procure observar mudanças nas suas reflexões.

Conceituando a criatividade

A capacidade de criar é uma das mais valiosas ferramentas do ser humano! Ao longo da história o homem foi capaz de transformar o ambiente à sua volta por meio de sua capacidade criativa. Entre a criação da roda ao invento do computador, uma exaustiva lista de inventos foi feita pelo homem. A enorme capacidade de transformação do meio em que vive é uma característica essencial nos homens e nos difere dos outros animais.

O dicionário Aurélio define a criatividade como a “Faculdade ou atributo de quem ou do que é criativo; capacidade de criar coisas novas; espírito inventivo: criatividade artística.”

Muitos pesquisadores têm estudado e proposto definições diferentes para a criatividade. A criatividade é a capacidade de criar coisas novas. Pessoas com essa capacidade são consideradas criativas. O resultado da criatividade é um produto único e original. A pessoa analisa um problema de maneira ampla e inovadora. Ela combina as informações que possui sobre o problema, de formas não usuais. O fruto dessa combinação é um produto capaz de solucionar o problema anteriormente percebido. Ele é recebido como adequado e útil por uma quantidade significativa de pessoas num dado momento. Nesse caso, pense em produto de uma maneira ampla, não somente um objeto, mas também pode ser uma ideia.

tumblr_m2p19s4cZT1r41unfo1_500

Tipos de criatividade

A criatividade está dividida em dois tipos:

  • O primeiro deles é a criatividade psicológica. Para uma determinada pessoa algo pode ser novo, mas já existir no contexto, no qual ela está inserida. Por exemplo, uma pessoa pode fazer um novo prato, que não conhecia antes, sem nenhuma receita. Ela joga um monte de ingredientes na frigideira, como ovo, tomate, queijo e mais alguns temperos e faz um prato. Contudo, vamos dizer que esse prato já exista, é na verdade uma omelete. Para essa pessoa, sua receita será um exemplo de criatividade, pois ela nunca tinha feito esse prato antes. Porém, na verdade, esse mesmo prato, que ela achava que inventou, já existe.
  • O segundo eixo é o da criatividade histórica. Esse tipo de criatividade é mais rara, pois a pessoa precisa criar algo totalmente novo e nunca visto na humanidade. As grandes criações se encaixam nessa categoria, como o carro, o avião, a aspirina, o telefone, dentre outros. A criação de novos produtos, quando as pessoas criam patentes de produtos, que nunca existiam, exemplificam a criatividade histórica.

Há algumas habilidades, as características pessoais, que auxiliam no pensamento criativo. O pensamento criativo envolve três habilidades básicas. São elas:

  • Fluência: capacidade que temos para gerar um grande número de idéias em relação a um assunto. Por exemplo: Pense por alguns minutos quantos usos diferentes você consegue dar para um copo. Anote todos. Ao final, conte quantas utilidades você encontrou para esse objeto. Esse número é a sua fluência de ideias em relação ao lápis. Quanto maior esse número, mais fluência demonstrada.
  • Flexibilidade: quantidade de categorias, que as respostas dadas podem se enquadrar. Por exemplo: De quantas maneiras diferentes você pode agrupar as suas repostas sobre o copo? Se você respondeu que a utilidade é para tomar líquidos, escrever um poema, escrever uma redação e escrever um bilhete, você não mostrou muita flexibilidade no seu pensamento. Contudo, se você conseguiu criar diferentes categorias, como um prendedor de cabelo, um palito para comer, um rolo de esmagar macarrão, um coçador de costas, etc., sua flexibilidade foi maior.
  • Originalidade: quanto menos pessoas pensarem numa certa ideia, mais original, mais diferente, ela é. Por exemplo: Se você fizer esse exercício de pensar nas utilidades do lápis com um grupo de pessoas, você pode comparar as suas respostas com as dos outros. Veja, por exemplo, se  as suas respostas foram diferentes ou semelhantes às dos seus colegas. Quanto mais diferentes, mais originais.

A criatividade é um processo que gera algo novo, seja um objeto, um projeto ou uma idéia, que muitas pessoas, num dado momento, reconhecem como sendo adequado e útil.  A criatividade pode ser dividida entre criatividade psicológica e histórica. A criatividade psicológica ocorre quando algo é novo para a pessoa. Ela faz algo, que nunca fez antes (por exemplo, experimenta um novo modo de chutar a bola para o gol. Mas esse movimento que para ela é novo, para os jogadores de futebol já é conhecido). A criatividade histórica é quando você faz algo totalmente novo, que não existia (por exemplo, quando inventa algo que não existe mesmo, como um lavador automático de cachorros). O pensamento criativo inclui 3 habilidades: a fluência, a flexibilidade e a originalidade.

Conceituando a inovação

Agora vamos falar sobre inovação. A inovação e a criatividade estão muito próximas e às vezes são confundidas pelas pessoas. Entretanto, não são a mesma coisa. Na verdade, a inovação acontece quando implementamos ideias criativas.

Inovar significa, então, introduzir, lançar uma novidade. Trata-se da implementação de uma nova ideia, produto, serviço ou bem, que ocorre após a observação de uma necessidade ou um problema a ser resolvido. Após o reconhecimento do problema, uma ideia criativa vira uma ação concreta, a qual resolve esse problema.

A inovação requer alguns fatores para ocorrer. Um deles é uma ideia criativa, porém ela sozinha não basta. A organização também precisa ter recursos materiais e financeiros para implementar algo novo. Motivação e conhecimento também são necessários para que a mudança necessária ocorra com maiores chances de dar certo. Assim, a inovação pode ser implementada com a junção de todos esses fatores.

A implementação de uma inovação numa organização determina desafios. Como em todo processo de mudança, existem pressões e dificuldades para mudar. As empresas podem auxiliar o desenvolvimento da criatividade por meio de  estratégias, como o estímulo das chefias, as práticas administrativas e as técnicas de treinamento. A seguir, vamos ver alguns casos de inovação que deram certo.

Tropical Brasil

Algumas empresas adotam estratégias simples, mas que trazem inovação.  Um exemplo disso é a pequena empresa Tropical Brasil. Ela surgiu pelo interesse de um rapaz no esporte surf. Em 1976, Avelino Bastos constrói sua primeira prancha. Dois anos depois, ele decide fazer disso seu negócio. Ele passa num vestibular em Florianópolis e se muda para a cidade, fundando então a empresa Tropical Brasil. Suas pranchas começam a fazer sucesso e dois anos depois ele viaja para o exterior em busca da aprimoração de seu produto. Na sua ida aos Estados Unidos e Europa, ele entra em contato com novas tecnologias e conhecimentos, os quais fazem seu negócio crescer, quando ele volta ao país. Ele se destaca e sai na capa de uma conhecida revista de surf em 1984.  Ele fica conhecido por sua obstinação e criatividade, que fizeram dele um dos primeiros a juntar tecnologia, conhecimento e surf. Ele conseguiu criar uma marca brasileira de pranchas e obter sucesso num ramo difícil. Avelino adaptou ao seu produto e ao seu país uma estratégia, que conheceu fora daqui. Ele foi inovador, pois adotou algo que já existia, mas não tinha ainda sido testado nesse novo cenário.

3M: Post-it

Outro exemplo de inovação e criatividade envolve um objeto que certamente você já conhece. Em alguma de suas gavetas, agenda, livro ou até mesmo grudado no canto da tela do computador, muitas vezes encontra-se um post-it. Esse caso clássico começa com uma idéia criativa aplicada a uma nova tecnologia desenvolvida. Em 1968 o cientista Spencer Silver desenvolve um tipo de adesivo diferente. Com aderência suave em superfícies lisas, esse novo material podia ser retirado e recolocado com facilidade. Embora soubesse que tinha inventado algo novo e relevante, Spencer Silver não conseguia nem entender nem convencer as pessoas da utilidade do seu novo invento. Ele passou dez anos sem saber o que fazer com ele, até que finalmente, o colega Art Fry aparece com a solução. Ele costumava ir para a igreja e cantava no coral. Levava com ele seu livro de salmos cheio de marcadores de livros, que caíam toda vez que ele mudava a página para cantar um novo cântico. Eis que, então, ele decidiu colocar o adesivo que Silver havia desenvolvido em tiras de papel liso para resolver seu problema. Daí surgiu o tão conhecido post-it. Ele aprimorou um pouco o produto e em 1977 a 3m lançou o produto no mercado. Rapidamente, o Post-it entrou em escala comercial. Assim, Fry criou um modo novo de organizar e trocar informações.

Esses e outros casos ilustram circunstâncias, que podem servir de inspiração. Mostram como algumas idéias simples podem fazer toda diferença. Só que algumas pessoas podem ouvir histórias como essas e pensar algo como “só pessoas com dons especiais conseguem criar”, “eu não sou criativo”, “nunca seria capaz de criar algo novo, diferente”. É comum que as pessoas não se percebam capazes de desenvolver a criatividade, acreditando que somente algumas pessoas nascem com esse “dom”.

Conclusão

No artigo de hoje vimos os benefícios de realizar um curso EAD, e os conceitos básicos e alguns exemplos do que são a Criatividade e a Inovação. Pudemos ler sobre algumas vantagens de se fazer um curso EAD, como baixo custo, material digital, acesso a qualquer hora e em qualquer lugar. Aprendemos a importância de implantarmos a criatividade e a inovação na nossa vida pessoal e profissional.

Gostou do artigo? Quer realizar um curso EAD de Criatividade e Inovação? Venha realizar o de seus funcionários conosco!

Com uma carga-horária de 40 horas, tutoria especializada, certificado, acesso ao material didático digital, acesso às aulas online a qualquer hora e em lugar, suporte técnico, espaço colaborativo e muito mais!

Conheça nosso modelo de tutoria que estimula o desenvolvimento de autonomia por parte do aluno!

Entre em contato e faça um orçamento!

Gostou? Então compartilhe!

“Criatividade consiste em ver o que todo mundo vê e pensar o que ninguém pensou.” – Albert Szent-Györgyi (Nobel em 1937)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *